Aracaju, 16 de Abril de 2021

Turismo em Sergipe: operadoras investem em mudanças sanitárias e de roteiros para a retomada

27/09/2020 10h:17 - Por Da redação - Foto: Pixabay

Depois de seis meses com as atividades paralisadas por causa da pandemia do novo coronavírus, o setor comemora a retomada gradual das atividades econômicas no estado. Mas há uma conscientização geral de que o retorno do turismo no estado será lento, marcado por mudanças sanitárias e de roteiros.

 

Amanda Cristina Santos, sócia-proprietária da Kombeer – uma Kombi cheia de estilo e que faz city tours personalizados, regados a muita cerveja –, recomeçou na semana passada a receber turistas. “Ficamos parados todos esses meses e foi muito difícil”, desabafa.

 

 

                                                                                                 Foto: Arquivo Pessoal

                                                                                                                Amanda e o marido e sócio Rafael Carvalho

 

 

Amanda disse que a retomada tem sido com muita cautela, tanto dos turistas quanto da operadora. “Nesse primeiro momento, percebo que a maioria está querendo passeios ao ar livre, principalmente para a praia, onde podem tirar a máscara e tomar um banho de mar”, revela.

 

Ela disse ainda que feriado de 12 de outubro está sendo aguardado com ansiedade pelo setor.   “É o primeiro feriado depois da abertura de bares e restaurantes, e isso é bom. Embora eu percebo que alguns não estão querendo ainda ir para lugares onde possa ter aglomeração”, explica.

 

 

Turismo de experiência

 

Para a sócia-proprietária da agência Flor de Lótus, Kim Moura Costa, a pandemia mostrou a necessidade do turismo se reinventar. Além da questão sanitária, o turismo em Sergipe está se preparando para algumas mudanças, como, por exemplo, focar mais no turismo de experiência do que no turismo de massa.

 

 

                                                                                                         Foto: Arquivo Pessoal

                                                                                                       Kim Moura aponta mudanças no setor de turismo

 

 

“São novos passeios, novos comportamentos, novas experiências Queremos que o turista vivencie mais a cultura de Sergipe. Já temos a Rota da Farinha, onde o turista pode fazer a farinha com as próprias mãos; tem a Rota do Engenho, em Santa Luzia do Itanhy, e outros que estão sendo revisados, buscando personalizar cada vez mais o passeio. Estamos criando roteiros novos, que não precisa ter muita aglomeração, e que traga experiências únicas para o turista”, revela a empresária Kim Moura, que também é candidata a vereadora de Aracaju pelo PSB.

 

Alguns desses roteiros estão sendo revisados num curso do Sebrae-Se, o “Gestão Ágil para Análise de Roteiro Turístico”. De acordo com a analista técnica Bianca Espiridião Faria, foi um curso de quatro meses e os trabalhos de conclusão deverão apontar alguns novos caminhos para roteiros turísticos do estado.

 

 

                                                                                                        Foto: Arquivo pessoal

                                                                                                                            Analista técnica Bianca Faria

 

 

Segundo Bianca Faria, o chamado “Turismo de Experiência” já era uma tendência antes da crise, e deverá se fortalecer nesse período de retomada.

 

“ Estudos apontam, antes mesmo da pandemia, que as pessoas estão procurando roteiros mais personalizados, que é o contrário do turismo de massa. Elas querem viver o que aquela comunidade vivencia no seu dia a dia. Querem contemplar a natureza, querem mais ar puro”, finaliza.

 

OBS: Atualização da postagem em 28/09/2020 , às 09h40

 

 

 

Comentários