Aracaju, 26 de Fevereiro de 2020

Bióloga é homenageada por Maurício de Sousa e vira personagem da Turma da Mônica

13/02/2020 15h:17 - Por Da Redação - Foto: Arquivo do Instituto Arara-Azul
  A bióloga sul-matogrossense, Neiva Guedes, 58 anos, é o mais novo personagem da Turma da Mônica. Ela foi homenageada pela Maurício de Sousa Produções por seu trabalho de mais de 30 anos com um projeto que ajudou a tirar a arara-azul da lista de animais em extinção.

  Organização das Nações Unidas (ONU) criou o Dia Internacional das Meninas e Mulheres na Ciência, na terça-feira,11, quando também foi oficializada a homenagem à bióloga brasileira.
 
  A personagem da Neiva Guedes faz parte do projeto “Donas da Rua da Ciência”, que conta a história de cientistas e pesquisadoras de todo o mundo.
 
Histórico
 
 
                                     

 
  Neiva Maria Robaldo Guedes nasceu em Ponta Porã, no estado de Mato Grosso do Sul, em dez de janeiro de 1962. È bióloga da Conservação, mestre em Ciências Florestais pela ESALQ/USP, doutora em Zoologia pela UNESP/Botucatu e também criadora e executora do Projeto Arara-Azul.
 
  Em novembro de 1989, Neiva Guedes viu um bando de araras-azuis Anodorhynchus hyacinthinus no Pantanal, durante a prática de campo do curso de Conservação da Natureza para técnicos do IBAMA, EMBRAPA e SEMA-MS. Ela achou a cena linda (cerca de 30 araras-azuis pousadas num galho seco) e quando soube que a ave estava ameaçada de extinção e que estava desaparecendo rapidamente, decidiu fazer algo para que isso não acontecesse e pensou que outras pessoas deveriam conhecer as araras-azuis em seu hábitat natural.
 
  Desde então, Neiva Guedes luta pela conservação da ave, através do  Projeto Arara-Azul, do qual é presidente. Uma vida dedicada a proteção desta  bela ave, no Pantanal brasileiro.
 
Comentários