Aracaju, 05 de Junho de 2020

Jacinda Ardem, da Nova Zelândia, é considerada a líder mais eficaz do planeta no enfrentamento ao coronavírus

20/05/2020 12h:27 - Por Redação -Foto : Wikipedia
As nações governadas por mulheres vêm se destacando no combate à pandemia do Covid-19 no mundo. Exemplo disso são a Alemanha, sob o comando de Angela Merkel, e a Nova Zelândia, com a primeira-ministra, Jacinda Ardem. Esta última foi eleita pela imprensa internacional como a “ líder mais eficaz do planeta” e também teve apoio de 92% da população do seu país na primeira pesquisa pública realizada desde o início da crise do coronavírus, divulgada ontem, dia 19.

Jacinda Ardem está no poder desde 2017, pelo Partido dos Trabalhadores. Sua atuação no enfrentamento ao novo coronavírus tornou a primeira-ministra da Nova Zelândia a mais popular em um século. Com rapidez nas decisões e firmeza para o cumprimento das determinações preventivas contra a doença, Ardem é reconhecida também pela comunidade científica que afirma que os neozelandeses conseguiram controlar o coronavírus como nenhuma outra nação conseguiu.
 
Com cerca de cinco milhões de habitantes, a Nova Zelândia ficou em quarentena total logo após ter detectado o primeiro caso, em 28 de fevereiro de 2020. No início da pandemia, o país fechou suas fronteiras e impôs quarentena estrita (lockdown). Os resultados positivos estão sendo colhidos desde o dia 13 de maio, quando a Nova Zelândia retomou a realidade ou a nova realidade pos covid-19.
 
Em enquete realizada entre os dias 8 e 16 de maio, na Nova Zelândia, praticamente nos últimos dias de isolamento, Jacinda Ardem teve apoio maciço – 92% dos entrevistados disseram ter sido a decisão correta adotar o isolamento mais estrito desde o início.
 
Desde 4 de maio, a Nova Zelândia não registrou novos casos de coronavírus.
 
Comentários