Aracaju, 11 de Maio de 2021

Líderes que fazem são mais valorizados em tempos de trabalho remoto

11/09/2020 09h:11 - Por Redação - Foto: Pixabay/Tumisu

 

Estudo publicado no Journal of Business and Psychology, acompanhou 220 equipes sediadas nos Estados Unidos para ver quais membros emergiram como líderes em grupos presenciais, virtuais e híbridos. A conclusão é que o líder presencial nem sempre se destaca como líder virtual.

 

Os pesquisadores conduziram uma série de experimentos em laboratório com 86 equipes de quatro pessoas e também rastrearam as comunicações e experiências de 134 equipes realizando um projeto de um semestre em uma classe universitária (os alunos são comumente usados ​​como representantes para trabalhadores em pesquisas de liderança). O estudo foi realizado na pré-pandemia, com foco em líderes emergentes: aqueles considerados líderes e cuja influência é aceita de boa vontade.

 

De acordo com o estudo, nas relações profissionais face a face, os líderes são valorizados, em geral, pela sua extroversão, por serem confiantes, magnéticos e de aparência inteligente. No entanto, principalmente nesses tempos de pandemia, foram escolhidos como melhores líderes aqueles que, mesmo trabalhando remotamente, foram realizadores, que tendiam a planejar, conectar colegas de equipe com ajuda e recursos, que fica de olho nas próximas tarefas e, sobretudo, que fazem as coisas acontecerem.

 

Ou seja, no mundo do trabalho remoto a ênfase muda de dizer para fazer. Segundo os especialistas em RH, a descoberta é oportuna, já que a maioria das equipes presenciais agora são operações totalmente digitais ou parcialmente digitais após a pandemia. E que podem permanecer desta forma mesmo no período pós-pandemia.

 

O estudo mostra que nas interações face a face, a maioria das pessoas é influenciada pelo poder da personalidade do líder. Já com o trabalho à distância, é possível avaliar com mais precisão se eles estão ou não realmente envolvidos em comportamentos de liderança com base no que realmente fazem. 

 

Comentários