Aracaju, 06 de Dezembro de 2021

6 principais dúvidas sobre preenchimento labial

Especialista aborda contraindicações, riscos, tempo de recuperação e muito mais.
26/06/2021 09h:35 - Por Ascom - Foto: Pinterest

O preenchimento labial está com tudo e se transformou um dos procedimentos queridinhos dos famosos, frequentemente nos deparamos na web com alguma celebridade que preencheu os lábios buscando uma maior satisfação estética, mas muitas dúvidas e mitos ainda cercam o método. Pensando nisso, convidamos o Dr. e especialista Aldo Vasconcelos para acabar com suas dúvidas. Confira a entrevista:

 

 

  1. Quais são as principais contraindicações para preenchimento labial?

 

Dr. Aldo: Há alguns pacientes que não devem se submeter ao preenchimento labial, tais quais: pacientes com doenças autoimunes ou oncológica, com lesões no lábio ou na cavidade oral, com herpes, alérgicos ao ácido hialurônico e gestantes ou lactantes.

 

 

  1. Existe alguma possível inflamação grave que possa acontecer após o procedimento?

 

Dr. Aldo: Sim, mas são casos raros. O que ocorre, de modo geral, é uma reação inflamatória aguda e costuma durar até 72 horas. Neste período, pode-se observar alguns sinais da inflamação como: edema, calor, rubor e dor. O profissional deve informar ao paciente, antecipadamente, como será o pós e como ele deverá proceder.

 

Uma situação frequente, por exemplo, é o edema após o preenchimento labial, no qual é comum ocorrer um inchaço nos primeiros dias. Portanto, o paciente precisar estar ciente que esse inchaço irá diminuir de maneira gradual no decorrer dos dias e que ter esse tipo de sintoma está dentro da normalidade esperada.

 

 

  1. Quais os maiores riscos do preenchimento?

 

Dr. Aldo: Necrose. Por isso, todo procedimento deve ser realizado por um médico capacitado.

 

O preenchimento labial está com tudo e se transformou um dos procedimentos queridinhos dos famosos, frequentemente nos deparamos na web com alguma celebridade que preencheu os lábios buscando uma maior satisfação estética, mas muitas dúvidas e mitos ainda cercam o método. Pensando nisso, convidamos o Dr. e especialista Aldo Vasconcelos para acabar com suas dúvidas. Confira a entrevista:

 

 

  1. Quais são as principais contraindicações para preenchimento labial?

 

Dr. Aldo: Há alguns pacientes que não devem se submeter ao preenchimento labial, tais quais: pacientes com doenças autoimunes ou oncológica, com lesões no lábio ou na cavidade oral, com herpes, alérgicos ao ácido hialurônico e gestantes ou lactantes.

 

 

  1. Existe alguma possível inflamação grave que possa acontecer após o procedimento?

 

Dr. Aldo: Sim, mas são casos raros. O que ocorre, de modo geral, é uma reação inflamatória aguda e costuma durar até 72 horas. Neste período, pode-se observar alguns sinais da inflamação como: edema, calor, rubor e dor. O profissional deve informar ao paciente, antecipadamente, como será o pós e como ele deverá proceder.

 

Uma situação frequente, por exemplo, é o edema após o preenchimento labial, no qual é comum ocorrer um inchaço nos primeiros dias. Portanto, o paciente precisar estar ciente que esse inchaço irá diminuir de maneira gradual no decorrer dos dias e que ter esse tipo de sintoma está dentro da normalidade esperada.

 

 

  1. Quais os maiores riscos do preenchimento?

 

Dr. Aldo: Necrose. Por isso, todo procedimento deve ser realizado por um médico capacitado.

Comentários