Aracaju, 22 de Julho de 2018

A arte de ser mãe

12/05/2018 14h:49 - Por Redação
Article cover big a7a545b6846a3dce

O Dia das Mães está chegando , uma data que carrega um simbolismo muito grande para as mulheres. Em meio a tantas transformaçoes na sociedade ao longo dos últimos 100 anos, a data suscita muitas reflexões sobre esse  papel da mulher na sociedade.  O que elas consideram ser mãe na atualidade? Como ser mãe numa sociedade mais competitiva como a atual? Até que ponto isso pode interferir na formação dos filhos?  

 

 

Foi buscando essas e outras respostas que o Conecte Mulher reúne nesse espaço depoimentos de várias mulheres   para falar de suas experiências maternais à luz desse mundo cada vez mais submetido a novas e frequentes mudanças sociais, que a cada dia impõem novos paradigmas ao ser mãe. 

 

 

 

 

                           

                         A advogada e professora Lenilda Machado e suas filhas

 


¨Ser mãe significa mudar a sua vida, seu tempo, seu pensamento, dar todo o seu coração, seu amor para levar seus filhos adiante e ensiná-los a viver. Significa ter uma razão de ser para o resto da vida; querer aproveitar e viver ao máximo cada momento.¨

 

 

 

 

 

 

   

                      A Analista de recursos humanos Rachel Menezes e seu filho

 

 

¨Ser mãe pra mim e assumir de Deus a benção de poder gerar, cuidar e ter um amor incondicional por um ser que, por muito e muito tempo vai depender de mim, que qualquer escolha que eu fizer hoje vai influenciar em quem meu filho vai ser. É abdicar de muitas coisas e ao mesmo tempo ganhar outras. É se transformar numa pessoa melhor.
Minha vida se transformou quando ele nasceu e com ele aprendo todos os dias a ser uma mãe melhor. Meu filho é tudo na minha vida.¨

 

 

 

 

 

 

                              

                   A professora e técnica de enfermagem Anny Menezes e seus filhos

 

 

¨Eu tenho o melhor e maior título que eu possa desejar.  Não foi da Universidade,  não me chamam de licenciada, nem médica ou professora.
Me chamam de MAMÃE,  e é o melhor título que eu possa ter, pois é assim que me chamam os meus filhos William Matheus,  Millena Rachel, Karen Beatriz e Victor Gabriel. 
É um título que me deixa orgulhosa,  responsável e me enche de amor todos os dias.
Grata sempre ao meu Deus pela dádiva da Maternidade .¨

 

 

 

 

 

 

   

                         A masoterapeuta Keille Yaskara e sua filha

 


¨Ser mãe é realmente uma arte Divina, é saber esquecer de ser mulher as vezes e ser somente mãe, é saber o verdadeiro sentido do viver, é saber que amor verdadeiro é o que mãe tem dentro e principalmente saber ser desnecessária como mãe pra deixar seu amor maior seguir e crescer como ser humano e ter a mãe como referência¨

 

 

 

 

 

 

                              

                             A secretária executiva Tatiana Barreto Alves e sua filha

 

 

"Ser Mãe é  uma MISSÃO  que se traduz em exemplos diários  de dedicação , carinho e muitooo amor! Exemplos esses que transmitem lições valiosas para toda a vida.
FELIZ DIA DAS MÃES...para todas as mães que são Especiais...  Com muito carinho e amor!¨

 

 

 

 

 

 

                             

                                              A jornalista Acácia Trindade e seus filhos

 

 

¨Ser mãe é a experiência mais fantástica da vida. É um misto de amor conectado com muita responsabilidade. Não existe ex-mãe.  Filho, sejam  pequenos ou grandes, são sempre os nossos meninos. O que muda com o tempo é  a forma de lidar, mas as preocupações  e o próprio amor evoluem na medida que eles também  buscam os seus caminhos. Mãe é um ser ligado na tomada. Nunca desliga dos seres que colocou no mundo.  E quando os netos chegam,  o amor flui de uma força maior, que ninguém sabe explicar, só sentir. Agradeço a Deus pelos meus filhos e netos.  Que Deus os ampare sempre.¨

 

 

 

 

 

  

        A procuradora de justiça Creuza Brito de Figueiredo, esposo e filhos

 

 

¨Existe um axioma jurídico que diz: ¨Todos são iguais perante a lei, independente de cor, raça ou religião.
Partindo dessa premissa é que podemos afirmar que toda mulher tem um único sonho ¨SER MÃE¨, mesmo conhecendo o jargão popular que reza que ¨SER MÂE, é padecer no paraíso¨. Não importa que esse jargão tenha vários significados, várias terminologias.
Padecer significa sofrer, amar incondicionalmente, encaminhar na vida, afeto, carinho, anulação, mas principalmente realização, vários raios de luz na vida.
Então podemos afirmar sem medo de errar que o papel preponderante da mulher é SER MÃE.
É poder vivenciar no pequeno fruto as vicissitudes do casal que, pela entrega amorosa perpetuou um ente querido, superando o eu, o nós, para ser tão  somente ELE.
É alentador ver nos filhos, que amamentamos um ser crescido  e bem encaminhado na vida, com respeito aos valores.
É honroso para a MÃE  ver em seus filhos suas próprias virtudes. É revigorante para a mãe ser reconhecida como aquele ser que esteve sempre ao seu lado nos momentos mais difíceis, educando, corrigindo, formando, protegendo, consolando e animando sempre nas intempéries da vida com sorriso nos lábios e muito amor no coração.¨

Comentários