Aracaju, 11 de Dezembro de 2017

O amor tem idade?

Em obra, escritora Ana Esterque fala sobre o conceito de amor, paixão e traição - e como isso não é coisa apenas da juventude
06/12/2016 21h:14 - Por Da Redação
Article cover big 95864d5cf71f45f5

Quando falam de amor romântico, muitos o associam à juventude. Mas existe idade certa para amar? No livro A Fila, a paulistana Ana Esterque aborda este tema com muita sensibilidade. Em “Uma Taça de Vinho”, segundo conto do livro, dona Assunção é uma mulher de 70 anos que aos 50 viveu uma relação extraconjugal.

 

Dona Assunção sorria com tristeza. Contemplou, então, a avenida da praia, pousando a xícara sobre o pires.

 

Por instantes relembrou os melhores momentos de seus cinquenta anos. O romance secreto no bairro distante, a ansiedade para ver Alberto saindo pela porta de manhã, as roupas novas compradas para o momento do amor, a palpitação de encontrar o amante e o medo de que alguém a visse onde não deveria vê-la.”

 

 

 No decorrer da história, dona Assunção fala para uma amiga mais nova sobre a rotina que alguns casamentos entram e o conceito de amor e paixão, do ponto de vista de alguém muito experiente. A Fila é um conjunto de contos que carrega a promessa de instigar e fazer o leitor refletir sobre temas relevantes na sociedade.

 

 

 

Ana Esterque nasceu em São Paulo, em 1977. É formada em Jornalismo, mas a escrita literária sempre fez parte de sua vida – questão de vocação. Em sua escritura, utiliza-se de lápis, computador, livros e música. Equilibra a criação literária com uma rotina doméstica comum. Além de A Fila (contos), é autora do livro O amor não serve para nada. 

 
Comentários