Aracaju, 11 de Dezembro de 2017

Mulheres modernas, dilemas modernos e como os homens podem participar (de verdade)

Livro traz a visão feminina de quem ama a carreira e enfrenta diferentes impactos dessa escolha. Traz também a visão masculina de que os homens devem ser melhores parceiros, tanto emocionalmente quanto passando aspirador na casa.
28/11/2016 22h:48 - Por Da Redação
Article cover big 0a5530aea6043085

A ascensão feminina no mercado de trabalho tem gerado não apenas grande mudança na economia como também no comportamento da sociedade como um todo. O trabalho tornou-se o melhor amigo dessa mulher, só que ela quer lidar melhor com os vários impactos dessa escolha em sua vida. Em função disso, dois jornalistas que sentem na pele essa nova realidade resolveram compartilhar suas experiências pessoais e também seus estudos profissionais aprofundados nos últimos anos.

 

Os autores do livro Mulheres modernas, dilemas modernos – e como os homens podem participar (de verdade), lançamento da Primavera Editorial (176 páginas, R$ 29,90), são exemplos da inversão dos estereótipos ainda vigentes em nossa cultura. Joyce Moysés é uma profissional de sucesso, que estuda o desenvolvimento feminino pessoal e profissional desde 1987. Claudio Henrique dos Santos é o macho do século XXI, um ex-executivo que largou a carreira para assumir o posto de dono de casa e apoiar esposa e filha.

 

Joyce e Claudio apresentam reflexões, quebram paradigmas e discutem caminhos para 16 dilemas modernos, visando inspirar as mulheres de hoje, casadas ou solteiras, e também os homens que fazem parte da vida delas. O resultado desse trabalho é um diálogo maduro, aberto e emocionante, que lança um olhar contemporâneo sobre a questão da igualdade de gêneros. Os 16 dilemas são: 

 

➢ Ganho mais do que ele, tenho mais sucesso na carreira.
 

➢ Falo muito em igualdade, mas não quero um marido que fique em casa.
 

➢ Meu marido não quer me ajudar nas tarefas domésticas.
 

➢ Amo a minha família e sinto culpa por amar também o meu trabalho.
 

➢ Nosso casamento tinha tudo para dar certo. Só na teoria.
 

➢ Dono de casa vai virar uma profissão, e posso ser a provedora.
 

➢ Eu não sei se fiz as melhores escolhas na minha vida.
 

➢ A nossa criação não serve mais para educar nossos filhos.
 

➢ Quero mudar, mas tenho medo do que os outros vão pensar.
 

➢ Discutir a relação está ficando fora de moda. 
 

➢ Adiei demais ser mãe para não prejudicar minha carreira.
 

➢ Sou bonita, bem-sucedida, só não consigo um namorado.
 

➢ Uma amiga me alertou que estou me esquecendo de ser mulher.
 

➢ O homem ainda espera uma mulher do lado dele. Só que ela foi trabalhar.
 

➢ Conquistei tanta coisa na vida, menos a felicidade. 

 

Temas como a nova relação com o dinheiro e a casa, a falta de tempo para investir nos relacionamentos e a decisão de congelar óvulos, são abordados com bom humor e leveza. Para cada um dos dilemas, os autores buscaram respostas baseadas em suas atividades como jornalistas e palestrantes junto aos grupos de liderança feminina. Entretanto, o que dá um toque especial ao texto são as experiências pessoais narradas por Joyce e Claudio, com direito a erros e acertos, sorrisos e lágrimas.

 

Sem a pretensão de dar fórmulas mágicas de felicidade, Mulheres modernas, dilemas modernos reúne informações práticas para mostrar que homens e mulheres podem ser provedores, cuidadores, educadores e profissionais talentosos, desde que se apoiem.

 

 

 
Comentários