Aracaju, 11 de Dezembro de 2017

Agradecer: um remédio diário contra a depressão

16/02/2017 17h:41 - Por Da Redação
Article cover big 2eac025b075736b6

 

 

Considerada o grande mal do século 21, a depressão costuma ser descrita de diferentes formas. Mas há algo em comum presente em todas essas descrições: o sentimento de angústia. Aparentemente, tudo pode estar ocorrendo bem, mas, em algum lugar dos pensamentos, a pessoa encontra algo dizendo que nada mais faz sentido. Se deixa levar, mergulha em uma profunda tristeza dia após dia, até se dar conta de que todas as energias foram sugadas, de que já não é mais a mesma. É como um vazio que corrói o peito ou uma dor aguda que fica latejando.

 

Medicamentos e outros métodos de tratamento são utilizados no combate a essa síndrome. Porém a solução para vencê-la pode estar uma atitude simples: agradecer. Mas como a gratidão pode curar a depressão, a ansiedade e o medo? Como isso pode mudar a forma com que as pessoas agem, de não apenas estarem no mundo, mas também de participarem dele?

 

A verdade é que todos nós temos motivos para reclamar, seja sobre os filhos, o chefe que pega no pé, o salário que não dá para nada, o marido ou a esposa que não reconhece o nosso esforço. É natural do ser humano reconhecer mais as coisas ruins do que as coisas boas. Mas é preciso pensar que lidar com tanta energia negativa se torna algo extremamente cansativo. Tenha em mente que, quanto mais coisas ruins você fizer, mais coisas ruins atrairá para a sua vida. Tente blindar a mente contra os pensamentos ruins e adote algumas práticas:

 

·         Deixe os pensamentos ruins de lado e passe a prestar atenção nos detalhes bacanas e positivos do seu dia;

·         Valorize um elogio que receber em vez de ficar desconfiado;

·         Acredite em você mesmo e fique feliz pela vitória dos outros;

·         Pratique o ato de encontrar coisas boas em situações desfavoráveis;

·         Quando algo ruim vier poluir o que você pensa de si mesmo, pare um segundo e reflita se há algum fundamento nisso;

·         Pegou engarrafamento no trânsito? Coloque uma música bacana pra tocar e cante junto;

·         Está sem nada pra fazer? Leia um livro ou assista àquele filme que queria tanto;

·         Não tem ninguém para ir ao cinema? Aprenda a amar a sua própria companhia e a liberdade de poder escolher o lugar e o horário que quiser;

 

Muita gente tem vontade de se esconder debaixo das cobertas em vez de lidar com as adversidades da vida, e a depressão tende a tornar isso um hábito cada vez mais constante, já que ficamos apáticos em situações complexas. Para vencê-la, é fundamental trabalhar a mente e enxergar motivos favoráveis em situações ruins. Logo, isso se tornará algo tão natural que, quando menos esperamos, passamos a fazê-lo sem pensar que precisamos fazer. O fato é que os problemas sempre virão, então temos de aprender a superá-los! 

 

Para amadurecermos e crescermos como indivíduo, temos de lidar com situações difíceis logo no começo. Quando algum imprevisto surgir ou as coisas saírem do controle, devemos respirar fundo e ver o que essa situação pode nos ensinar. Aprender com os problemas é essencial para evitar que eles se repitam.

 

Dê voz ao que deseja expressar em vez de guardar tudo dentro de você. Mas tenha sempre em mente que não há uma pílula milagrosa contra a depressão. Você precisa decidir, optar e despertar toda força que tem para mudar a sua realidade. Nada mudará se você não mudar. Então, agradeça por mais um dia e seja feliz em todos os outros!

 

 

 

 

* Márcia Luz é psicóloga, professora, coach, autora do livro “A gratidão transforma” e realizadora do 1º Congresso Mundial da Gratidão (Comgratidão), que reuniu 40 mil participantes em 2016. Mais informações em www.marcialuz.com e www.facebook.com/marcialuz.fanpage.

 

 

 
 
 
 
 
Comentários