Aracaju, 20 de Outubro de 2018

Coluna

Post c647c930266f0c5a

Viajando com Acácia Trindade

Por Acácia Trindade

Acácia Trindade é jornalista há 30 anos. Repórter , editora de Turismo e foi diretora do Jornal da Cidade e de Comunicação do Tribunal de Contas de Sergipe. Atualmente está chefiando a Ouvidoria da Corte de Contas. Mantém uma página sobre Turismo no Facebook - Viajando com Acácia Trindade. Agora passa a fazer parte do time do Conecte Mulher

 

02/10/2018
Turismo de saúde no Brasil envolve bem-estar e beleza
Article cover big 338f34dc311fbb62

Altamente lucrativo, esse nicho de mercado ainda pode ser muito explorado no País Segundo a Global Wellness Summit, as viagens de bem-estar estão se  expandindo 50% mais rápido que a indústria global de turismo. Os viajantes que buscam relaxamento mental e físico fazem 586 milhões de viagens por ano. Esse nicho abrange 15% do turismo mundial, perdendo apenas para o turismo cultural.


Apesar disso, o mercado de turismo de bem-estar ainda é muito pouco explorado no Brasil, mesmo sendo altamente lucrativo. Pois esse viajante normalmente gasta 130% a mais do que aquele que busca outros atrativos e interesses. Segundo o Virtuoso Luxe Report ¨rede  internacional de agências especializada em viagens de luxo que faz uma pesquisa anual sobre turismo¨, os aspectos de bem-estar que são mais procurados são os de diferentes tipos de massagens, gastronomia  saudável, aulas fitness, beleza ambiental e atividades esportivas.
 

A presidente da ABRATUS (Associação Brasileira do Turismo de Saúde), Julia Lima, concorda que há muito potencial a ser desenvolvido no Brasil nesse setor: "Por isso estamos desenvolvendo negócios para preparar nossos destinos, certificar parceiros, creditá-los  internacionalmente em toda essa cadeia de espaços, spas, clínicas e explorar o nosso maior talento, que é cuidar de pessoas". É o processo inverso do que se conhecia há muito tempo, do brasileiro ir para o exterior, pois agora são os estrangeiros que estão vindo até o Brasil  buscando bem-estar.
 

Esse crescimento global no turismo de bem-estar traz consigo algumas tendências. A alimentação saudável é uma das mais propagadas mundialmente, pois cada vez mais as pessoas se preocupam em alimentar não somente o corpo, mas também a mente e a alma. Diferentes estilos  de culinária são uma deliciosa experiência gastronômica muito  apreciada por esse tipo de viajante, que quer ir além de um lindo  cartão-postal. Preocupados com sua aparência e disposição, esse turista também busca especialistas em nutrição, que educam sobre como nutrir corpo e a alma através de uma dieta balanceada.
 

De olho nessa preocupação com nutrição, muitos spas, resorts e hotéis de luxo oferecem programas de bem-estar aos hóspedes. Além da dieta saudável, há um movimento mundial que também tem levado as pessoas a  participarem mais de caminhadas ou corridas em locais naturais com trilhas ou em pontos turísticos. Outra paixão dos adeptos da boa saúde  mental e física são as salas de ginástica equipadas que contam com um profissional fitness e aulas de ioga, meditação, hidroginástica, capoeira, pilates, dentre outras. Muitos trocam os traslados ou carros alugados pelas bicicletas, disponibilizadas pela hospedagem.
 

Segundo Lima, o papel da ABRATUS é trabalhar os destinos brasileiros e todas as empresas que trabalham direta ou indiretamente com turismo de forma que atraiam cada vez mais esse turista de bem-estar. "Vamos colocar o Brasil na rota dos grandes centros de tratamento mundial de saúde; pois além de termos como cenário a exuberante beleza natural do país e as características turísticas individuais de cada Estado, temos  aqui excelentes profissionais de medicina, gastronomia, fitness e  saúde como um todo, e também uma grande diversidade de hotéis, resorts  e spas que se dedicam para oferecer uma experiência saudável para os  seus hóspedes, que precisam ser bem representados dentro e fora do país", finaliza.

 

 

 

 

 

Envie seu comentário