Aracaju, 20 de Outubro de 2018

Coluna

Post c647c930266f0c5a

Viajando com Acácia Trindade

Por Acácia Trindade

Acácia Trindade é jornalista há 30 anos. Repórter , editora de Turismo e foi diretora do Jornal da Cidade e de Comunicação do Tribunal de Contas de Sergipe. Atualmente está chefiando a Ouvidoria da Corte de Contas. Mantém uma página sobre Turismo no Facebook - Viajando com Acácia Trindade. Agora passa a fazer parte do time do Conecte Mulher

 

24/09/2018
Praia de Piçarras, em Balneário Piçarras (SC), vai hastear Bandeira Azul a partir do dia 1º de novembro.
Article cover big 591bbc1f2ce9d7bc

Foto: Renato Soares

 

As praias de Piçarras, em Balneário Piçarras (SC) e do Estaleiro e do  Estaleirinho, em Balneário Camboriú (SC), estão entre os destinos de  sol e mar que vão hastear a Bandeira Azul pela primeira vez na  temporada de verão 2018/2019. Ainda em Santa Catarina, as praias  Grande e de Palmas, em Governador Celso Ramos; e da Lagoa do Peri, em  Florianópolis, também foram certificadas. O estado ainda vai hastear,  a partir do dia 1º de novembro, a Bandeira Azul na Marina Tedesco, de  Balneário Camboriú; no Iate Clube de Santa Catarina, em Florianópolis;  e na embarcação Água Viva Mergulho, também na capital catarinense.

 

¨O estado de Santa Catarina tem sido um exemplo para outros destinos  em comprovar a qualidade dos serviços e balneabilidade de suas praias.  Ter a Bandeira Azul hasteada é um diferencial competitivo para o  turismo, além de demonstrar o compromisso da comunidade com o turismo  sustentável e a preservação do meio ambiente com base em parâmetros  internacionais¨, comemorou o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.  Para ele, obter a certificação é uma responsabilidade que provoca  mudança de comportamento do turista e da comunidade, além de  incentivar a gestão responsável.

 

Ao todo, 15 candidaturas brasileiras ao programa que certifica a  qualidade da água e sustentabilidade do turismo nos balneários, marinas e embarcações turísticas foram aprovadas em reunião do júri internacional em Copenhague, na Dinamarca, cujo resultado foi  divulgado nesta quinta-feira (20). A lista já havia sido indicada, previamente, pelo júri nacional reunido no mês de julho, no Ministério do Turismo, em Brasília. Foram condecoradas 9 praias, 5 marinas e 1 embarcação de turismo sustentável para o próximo verão. Praias, marinas e embarcações inscritas no programa se comprometem em seguir os critérios propostos para a certificação para cada temporada.

 

A praia do Peró, em Cabo Frio (RJ), na Região dos Lagos, também foi contemplada pelo programa pela primeira vez. Já as praias do Tombo, no Guarujá (SP); e Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, na Ilha do Frade, em Salvador (BA), tiveram a certificação renovada. Entre as marinas credenciadas, a Costabella, de Angra dos Reis (RJ); Nacionais, do Guarujá (SP); e Kauai, de Ubatuba (SP), também estão entre as que  atestaram seguir rigorosamente as normas internacionais do programa.

 

A Bandeira Azul é uma espécie de troféu exibido pelos destinos  turísticos com a chancela de instituições nacionais, como o Ministério  do Turismo, e internacionais, entre elas a Organização Mundial do Turismo. ¨A Bandeira Azul hasteada significa mais qualidade da água e o destino ganha ainda mais visibilidade, elevando o nível do turismo  com práticas sustentáveis e responsáveis da atividade¨, explica  Gabrielle Andrade, coordenadora-geral de Turismo Responsável do Ministério do Turismo.

 

Banhistas, turistas e moradores se beneficiam do selo através dos programas implementados para elevar grau de conscientização nos locais e a necessidade de se proteger o ambiente marinho e costeiro.

 

 

 

 

Envie seu comentário