Aracaju, 16 de Outubro de 2018

Coluna

Post 38709a474f3f1d37

Pensamento, palavra e ação

Por Suely Buriasco

Treinamentos em resolução de conflitos e coaching para equipes, familiares e pessoais.
Aprenda a administrar conflitos e fortaleça suas relações!

 

Suely Buriasco é  consultora em Mediação Corporativa, Mediação de Conflitos e Coach, atuando nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Educadora graduada em Estudos Sociais e pós-graduada em Docência Superior e Mediação de Conflitos e MBA em Gestão Estratégica de Pessoas.  É articulista de jornais e sites, sempre abordando temas que incentivam o autoconhecimento e a busca pelo equilíbrio, harmonia e sabedoria. Possui dois livros publicados pela "Novo Século"Editora": Uma Fênix em Praga e Mediando Conflitos no relacionamento a dois.



Agende sua consulta através do telefone 11 3254-7420 ramal 143
WhatsApp 11- 993514566
www.sburiasco.com.br

01/04/2015
Não, eu não quero (só) chocolate!
Article cover big 48f336607a4aea30

Nada contra chocolate, aliás, eu adoro, meu protesto é em relação à inércia, à falta de atitude e à acomodação que muitas vezes toma conta de nossas vidas. Não, eu não quero ser assim. Eu não quero olhar para aquele monte de ovos expostos no comércio e pensar que foi o coelhinho que colocou lá. Também não é nada contra a magia infantil da comemoração, o que me incomoda é a falta de discernimento, o contraditório, o "faz de conta" dos adultos e isso não se refere apenas a ovos de chocolate pendurados, muito menos ao coelhinho.
 

A Páscoa foi incorporada às comemorações cristãs como símbolo da ressurreição do Cristo. No entanto, já era comemorada muito antes pelos chamados pagãos, representando a fertilidade e a vida. A palavra ressurreição significa literalmente "levantar; erguer". Somando-se os significados podemos concluir que a Páscoa, independente da religião, é uma festa que representa a superação, o crescimento e a edificação de uma vida pautada em conceitos mais nobres. Para os cristãos o significado é acrescido das lições do Cristo, como o seu grande mandamento: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo".
 

Os anos passam e pouca coisa muda, corridas atrás dos chocolates, reclamações dos preços e a maioria sem poder comprar. Também tem os que choram a falta de alguém com o qual não poderá mais passar a data ou as intrigas que afastam familiares. Enfim...
 

Hoje ao pensar no que escrever sobre a data resolvi que não quero comentar nada disso, prefiro comemorar levantando algumas avaliações sobre minha vida. Será que o símbolo do renascimento tem provocado algo nas minhas ações? Eu tenho crescido como ser humano? Tenho edificado meu caminho de forma a ser digna a designar-me uma cristã? Tenho aproveitado da melhor forma todas as possibilidades que me são apresentadas? 
 

Essas e outras perguntas serão o meu presente nessa Páscoa, porque eu quero muito mais para a minha vida e sei que, dessa forma, posso influenciar pessoas a fazer mais por elas também. Ninguém é feliz sentado num sofá comendo chocolate; precisamos de muito mais. O mundo está carente do ensinamento da Páscoa: o renascer, o erguer, o crescer por e pelo amor.
 

Essa é a Páscoa que lhe desejo!

Envie seu comentário