Aracaju, 24 de Junho de 2018

Coluna

Post ab3bd729b90cc9bb

Aqui Entre Nós

Por Nazaré Carvalho

Nazaré Carvalho é graduada em Letras pela UFS, especialista em Direito Educacional, jornalista, radialista e apresentadora de televisão. Exerce atualmente o cargo de Assessora de Comunicação da Faculdade Pio Décimo

22/09/2014
Eleições 2014
Article cover big b46cf0081f2352a0

Está próximo o dia em que o Brasil fará sua maior festa popular. Uma festa onde todos são convidados e, mais que convidados, são iguais na importância do ser. É a festa da democracia; nesta somos irmãos e temos os mesmos direitos. É dia de eleição.
 

Assim sendo, alguns dados devem ser considerados; É comum ouvirmos que todos os políticos são iguais e que o voto é apenas uma obrigação. Muitas pessoas não conhecem, ou não querem conhecer o poder do voto e o significado que a política teme em suas vidas, nossas vidas.
 

Numa democracia, como ocorre em nosso país, as eleições são de fundamental importância, além de representar um ato de “cidadania”. Possibilitam a escolha de representantes e governantes que fazem e executam leis que interferem diretamente em nossas vidas. Sem falar que são os políticos os gerenciadores dos impostos que nós pagamos. Desta forma, precisamos dar mais valor à política e acompanharmos com atenção e critério tudo que ocorre em nossa cidade, estado e país.
 

O voto deve ser valorizado e ocorrer de forma consciente. Devemos votar em políticos com um passado limpo e com propostas voltadas para a melhoria de vida da coletividade.
 

Em primeiro lugar, temos que aceitar a ideia de que os políticos não são todos iguais. Existem políticos corruptos e incompetentes, porém muitos são dedicados e procuram fazer um bom trabalho no campo que exercem.
 

É importante saber separar o bom político do aproveitador. Buscar informações sérias e honestas sobre os candidatos apresentados. Nunca, deixe que seu voto seja desvalorizado pela ausência de conhecimento.
 

Votar nulo ou branco é um ato de fracasso e, não é para o político é para sua própria vida, pois assim passará a viver e conviver com o que outros escolherem por você. Isso é lamentável. Nunca devemos fugir de nossas responsabilidades, estamos aqui neste planeta para sermos donos de nossos atos.
 

Votar em qualquer um pode ter consequências muito negativas e sérias para o futuro, sendo que depois é tarde e o arrependimento não adianta em nada.
 

Votar pela emoção ou comoção é outro grave e sério erro, o amanhã dirá que tudo foi uma “bola de sabão”.
 

Seu voto é sua “carta de liberdade”, é sua prática de cidadania.
 

Você pode fazer melhor o seu estado, o seu país. Faça valer seu direito.

Envie seu comentário