Aracaju, 24 de Junho de 2018

Coluna

Post ab3bd729b90cc9bb

Aqui Entre Nós

Por Nazaré Carvalho

Nazaré Carvalho é graduada em Letras pela UFS, especialista em Direito Educacional, jornalista, radialista e apresentadora de televisão. Exerce atualmente o cargo de Assessora de Comunicação da Faculdade Pio Décimo

17/11/2017
CRISTÃO
Article cover big 514d4181717c4ad9

         

 

         Aproxima-se mais um Natal e, ele nos transporta para reflexão ou até meditação.

 


      Me deparo por vezes diante de alunos que indagam, o que é ser  Cristão?  E é absolutamente interessante. Observo que no contexto geral do Cristianismo atual, pessoas se confrontam e correm de um lado para outro, contestam-se, tentam de todas as formas abraçarem uma perfeição inatingível e muitas vezes, não conseguem dar o primeiro passo para ser verdadeiramente: um Cristão.


     Torna-se rotineiramente muito mais fácil e cômodo criticar atitudes de terceiros (que muitas vezes a praticam na tentativa frustrada de acertar), do que observar seus próprios atos e atitudes. No quesito “ser Cristão”, na verdade, esquece-se de si mesmo e o foco se torna “observar os demais” e apontar os seus erros. Acertos? Acabam por passar despercebidos, e, quando levemente notados, nada mais são do que “você não faz mais do que sua obrigação”.


      Em uma das vertentes que hoje imperam, ser Cristão” virou nada menos que: status. É muito fácil se recuperar uma “imagem” na mídia quando se lê uma manchete que diz: “fulano se converte e agora é um Cristão”. Será? Glória a Deus pelas exceções que assim o fizeram e permanecem até sempre, como conheço exemplo de alguns. Mas, na maioria das vezes, é apenas uma atitude para se recuperar popularidade de algum ex famoso.


      Em outro aspecto (pois isto é um leque formando uma gama de opções), dá-se o saber que outros se consideram Cristãos pelo simples fato de frequentarem alguma Igreja todos os domingos. Onde muitas vezes por terem nascidos em Lar Cristão e terem sido habituados à se dirigir aos Templos rotineiramente nestes dias, e, caso faltem: pasmem: Sentem até falta! Verdade! Mas... Por que você vai à Igreja? É uma bela pergunta!! Geralmente as pessoas ficam meio pasmas em frente a ela e riem até.


       Penso, que ser Cristão é ter uma vida literalmente transformada por Cristo, personalidade moldada pelo Espírito Santo de Deus, onde se busca o cumprimento de seus mandamentos em todo o seu modo de viver, onde se deseja ter o caráter de Cristo. É aprender a se auto examinar e deixar de examinar terceiros periodicamente. É ter atitude e coragem para reconhecer suas próprias fraquezas e os pontos negativos que se têm e que resultam em um comportamento muitas vezes distorcidos ao Evangelho e ter a disposição para buscar em Deus e deixa-lo moldar tais fatores negativos aprimorando-o para uma vida de Cristão literalmente.


       Ter coragem para refazer atos não é para qualquer um, até porque sozinho não se consegue por isso mesmo imperativo se torna que a busca é Jesus. Antes das comemorações do Natal precisamos beber na fonte do amor que é Ele. 


       Acredito que ser Cristão é o dever de todos nós, não é um modo de vida que pertence a alguns, é sim para todos! Existem pessoas que são ateias, muitas vezes muito mais cristãs que os “crentes”.


     Neste, novo tempo de Natal vamos cultivar o AMOR ele rege o mundo, porém não age isoladamente, o amor precisa do outro para ser exercitado, vivido, praticado.

 

Envie seu comentário