Aracaju, 25 de Abril de 2018

Coluna

Post ccd95866fae103c7

Olhar em Foco

Por Dôra Mendonça

Artista Plastica e Fotógrafa. Destacou-se através da série de quadros "Serra de Itabaiana", onde na temática faz uma leitura ecológica demonstrando Agressões ao meio ambiente na Serra de Itabaiana, desde 1991. As orquídeas são temas principais nas suas telas onde hoje procura abstrai-las demonstrando que se não houver uma preocupação constante as orquídeas desaparecerão da Serra de Itabaiana. Participou em várias exposições dentro e fora do País. Mensão honrosa em 1991 pela Galeria Álvaro Santos, em Aracaju/SE.

 

02/06/2016
Cordel – A junção perfeita
Article cover big e0c56ed42bd59ff7

 

Que significa Cordel?

São poemas populares, impressos em folhetos, pendurados em cordões ou cordéis, o que deu origem ao nome. A história é apresentada oralmente ou em escritos e pode ser mostrada também em xilografia. 

Xilografia – é utilizada em pedaços de madeira para entalhar o desenho, deixando em relevo a parte que pretende ilustrar para fazer a reprodução. Com os versos, a música e a xilo surge então.... A “Junção Perfeita!!!!

 

 

Que mistura! O Cordel traz a leveza da poesia com tanto esmero que além de ser contada em versos é cantada também. Os cordelistas, geralmente, adoram trabalhar nas praias. São verdadeiros andarilhos. Eles improvisam a cantoria. 

Os autores recitam seus versos de forma melodiosa, acompanhados de uma viola com a cadencia impressionante. Haja fôlego! Empolgam o público com as declamações cantadas e, muitas vezes, divertidas. Os versos podem ser do cotidiano, lendas ou temas criados na hora de declamar e nos fazer sorrir. 

 

Exemplo:  ( Cordelista Alda Santos Cruz )
                   Dôra Mendonça é fotógrafa
  

    Aprimora sua aparência

   

    Eunice é enfermeira

   

    Lhe acolhe na urgência

    

    E a farmacêutica Cristina

   

    Atestado de competência

 

( Cordelista Elita Costa)                 

 

Longo caminho já percorri.

 

A vida não me deve nada.

 

Experimentei plena existência:

 

Sorri, chorei, amei e fui amada.

 

Tudo de bom que o mundo oferece.

 

Eu atesto que já fiz.

 

Quando mudar de “planeta”,

 

Vou tranquila, vou feliz.

 

Calma lá!...

 

Não estou me despedindo,

 

Ainda quero ficar com vocês.

 

A lua, bem mais velha que eu

 

E se renova todo mês

 

Quem nunca ouviu, nem viu um cordelista recitar, perde a oportunidade de fazer parte da cultura do lugar onde se encontra. Ele improvisa o que vai recitar. AH!!! Como e bom saber que você despertou um sentimento que vai ser cantado! Ah! É bom demais!!!!
    

 

Envie seu comentário