Aracaju, 20 de Janeiro de 2018

Coluna

Post 135e91c45cdeb016

A Gente se Entende

Por Suely Buriasco

Treinamentos em resolução de conflitos e coaching para equipes, familiares e pessoais.
Aprenda a administrar conflitos e fortaleça suas relações!

 

Suely Buriasco é  consultora em Mediação Corporativa, Mediação de Conflitos e Coach, atuando nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Educadora graduada em Estudos Sociais e pós-graduada em Docência Superior e Mediação de Conflitos e MBA em Gestão Estratégica de Pessoas.  É articulista de jornais e sites, sempre abordando temas que incentivam o autoconhecimento e a busca pelo equilíbrio, harmonia e sabedoria. Possui dois livros publicados pela "Novo Século"Editora": Uma Fênix em Praga e Mediando Conflitos no relacionamento a dois.



Agende sua consulta através do telefone 11 3254-7420 ramal 143
WhatsApp 11- 993514566
www.sburiasco.com.br

14/10/2015
Como se ver livre da inveja
Article cover big 46934c2ccde0991c

A inveja é um sentimento que corresponde ao desejo febril de possuir o que outra pessoa desfruta, chegando ao extremo de provocar ódio pela prosperidade e alegria do outro. Um sentimento nefasto, mais comum do que se imagina, pode ser declarado, embora prefira manter-se encoberto, mas de alguma forma está sempre presente em nossa sociedade. A inveja é tão antiga quanto o ser humano, mas muitos dizem que tem se evidenciado na atualidade, instigada pela excessiva exposição das pessoas nas redes sociais.
 

Dizem que "a Inveja tem sono leve" e, assim, qualquer alarido de felicidade pode mantê-la em alerta. Em tempos em que a privacidade sofre profundas invasões e que as pessoas procuram se mostrar mais felizes do que realmente são, parece que esse sentimento tem tudo para se disseminar. Embora essa seja uma situação verdadeira, penso que a justificativa não é de todo válida, primeiro porque esse sentimento se manifesta em qualquer círculo social e, como vivemos em sociedade, sempre haverá motivo para que ele seja insuflado e, depois, porque quem alimenta esse tipo de sentimento sempre encontrará razão para experimentá-lo.
 

Como se diz popularmente: "o invejoso tem inveja até de quem passa fome", ou seja, essa é uma questão íntima que tem a ver com a insatisfação pessoal. A inveja prejudica muito quem a alimenta, trazendo sensações perturbadoras, emoções confusas e mesquinhas que amargam a existência e fazem com que tudo pareça pior do que realmente é. Ninguém sofre mais pelo sentimento de inveja do que o invejoso e o pior é que acaba se vitimando e tornando a própria vida um suplício de consequências inusitadas.
 

Diante dessa realidade penso que deveríamos nos preocupar muito mais em não alimentar a inveja do que nos ocultarmos dos invejosos. O problema é que a maioria de nós se sente alvo da inveja, mas muito poucos se colocam na posição de analisar se não alimentam esse sentimento. Bom lembrar que o que nos incomoda nos outros, quase sempre, é o reflexo de nossas deficiências mais íntimas.
 

Assim, para se ver livre dos prejuízos da inveja, mantendo a saúde física e mental, algumas medidas são essenciais, como evitar comparações, frear os maus pensamentos, os impulsos destruidores em relação a qualquer pessoa e aceitar que a vida de cada um é patrimônio próprio. Isso sim nos livra do mal e blinda a nossa vida da inveja.
 

Vale a dica!

Envie seu comentário