Aracaju, 10 de Dezembro de 2018

Coluna

Post 38709a474f3f1d37

Pensamento, palavra e ação

Por Suely Buriasco

Treinamentos em resolução de conflitos e coaching para equipes, familiares e pessoais.
Aprenda a administrar conflitos e fortaleça suas relações!

 

Suely Buriasco é  consultora em Mediação Corporativa, Mediação de Conflitos e Coach, atuando nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Educadora graduada em Estudos Sociais e pós-graduada em Docência Superior e Mediação de Conflitos e MBA em Gestão Estratégica de Pessoas.  É articulista de jornais e sites, sempre abordando temas que incentivam o autoconhecimento e a busca pelo equilíbrio, harmonia e sabedoria. Possui dois livros publicados pela "Novo Século"Editora": Uma Fênix em Praga e Mediando Conflitos no relacionamento a dois.



Agende sua consulta através do telefone 11 3254-7420 ramal 143
WhatsApp 11- 993514566
www.sburiasco.com.br

Autoestima é tudo... Mesmo!
Article cover big 85cd4348e9db95f3

Muitas vezes as frases repetitivas são banalizadas, esse é o caso, mas o fato é que autoestima é, realmente, fundamental para o sucesso em todas as áreas de ação do ser humano.
 

Autoestima influencia nos relacionamentos, sejam pessoais ou profissionais, pois ela é a motivação para a construção dos elementos que formam o processo de nossa interação social. Nosso desempenho profissional também é movido pela forma como confiamos em nossas capacidades e demonstramos segurança em nossas potencialidades. E, ainda, a autoestima é essencial para uma vida pessoal plena, com disposição para os enfrentamentos necessários, influenciando, inclusive, no nosso humor. Ou seja, a autoestima afeta diretamente tudo o que fazemos.
 

A questão é que nem sempre a autoestima é bem avaliada e isso pode ser perigoso, principalmente quando se confunde com prepotência, arrogância que são consequência do orgulho e vaidade exacerbado. Uma coisa nada tem a ver com outra e é importante que se distingue. Por isso não gosto da imagem do gatinho que se vê um leão no espelho: gatinho é gatinho; leão é leão. Autoestima tem a ver com o gatinho se olhar no espelho, se enxergar exatamente como é gostar de sua imagem. Como a dizer: "sou um gatinho porreta". Afinal não adianta nada ser um leão e não gostar da própria imagem.
 

Autoestima é muito mais do que aparência; é sentimento por si mesmo que pode ser positivo ou negativo dependendo da forma como estamos satisfeitos ou não conosco, com as nossas ações. Por isso a conquista da boa autoestima é pessoal e intransferível; ninguém tem o poder de abalar ou melhorar a nossa autoestima, só nós o podemos. Claro que o meio social influencia muito, porque assim permitimos que seja. Quanto mais necessidade de reconhecimento, mais as opiniões dos outros podem nos afetar. Tanto é verdade que aquele que busca agradar todo mundo, não se sente feliz consigo mesmo.
 

Portanto, trabalhar a autoestima tem sentido quando nos envolvemos em ações que tenham a ver com as nossas crenças e valores. Ficamos satisfeitos conosco quando consideramos que agimos da maneira que consideramos correta e vivemos de acordo com isso. Dessa forma sentimos que merecemos ser felizes e realizar nossos sonhos; que merecemos ter bons relacionamentos e ter sucesso em todos os níveis de nossa vida. Assim deixamos de boicotar a nós mesmos e nos dispomos a agir em favor de nosso bem-estar.
 

É assim que a vida flui e coisas boas acontecem!

Envie seu comentário