Aracaju, 20 de Janeiro de 2018

Coluna

Post 135e91c45cdeb016

A Gente se Entende

Por Suely Buriasco

Treinamentos em resolução de conflitos e coaching para equipes, familiares e pessoais.
Aprenda a administrar conflitos e fortaleça suas relações!

 

Suely Buriasco é  consultora em Mediação Corporativa, Mediação de Conflitos e Coach, atuando nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Educadora graduada em Estudos Sociais e pós-graduada em Docência Superior e Mediação de Conflitos e MBA em Gestão Estratégica de Pessoas.  É articulista de jornais e sites, sempre abordando temas que incentivam o autoconhecimento e a busca pelo equilíbrio, harmonia e sabedoria. Possui dois livros publicados pela "Novo Século"Editora": Uma Fênix em Praga e Mediando Conflitos no relacionamento a dois.



Agende sua consulta através do telefone 11 3254-7420 ramal 143
WhatsApp 11- 993514566
www.sburiasco.com.br

24/03/2015
Aceitar o outro
Article cover big f426eb446864dda1

Nem bem passou o estresse das últimas eleições, consideradas das mais atribuladas da história de nosso país, e as redes sociais já estão novamente sob o impacto de grandes apelos. Os satisfeitos e os insatisfeitos com o atual governo fazem acontecer verdadeiros debates, o que seria muito positivo se não fosse pelas ofensas que voltaram a ser trocadas.
 

Não é minha intenção aqui entrar no mérito político da questão, especialistas já o fazem com muita propriedade. Nem mesmo dar a minha opinião de cidadã sobre a atual situação do Brasil, embora eu a tenha com muita segurança, não é o caso nesse momento. A ideia é refletir sobre o comportamento humano diante de algo que não considera viável, ou certo. Pensar em como o sentimento de indignação diante das crenças do outro nos afeta, levando muitos a agir de forma intolerante, deseducada e violenta. Isso é o que me preocupa e penso que deve gerar autoanálise: porque o outro me afeta tanto? Qual a importância das opiniões diversas na minha própria opinião?
 

Melhor não se enganar; se chegamos a perder a compostura por conta das ações dos outros é porque nos causam ojeriza e é muito bom saber por que, principalmente quando nos tornamos violentos e causamos danos. A meu ver a violência jamais se justifica e não podemos exigir nada através dela. E não venha com essa que é esse ou aquele grupo que age assim, porque o que está havendo é uma troca acirrada de ofensas.
 

Porque é tão difícil entender que existem pessoas que pensam diferente de nós? Como pode ser que o óbvio para uns, seja visto de outra forma por outros? Será que eu tenho o direito de agredir alguém por estar em lado ideológico oposto ao meu? Fico a divagar o quão proveitoso seria se ouvíssemos mais uns aos outros e, mesmo sem concordar, compreendêssemos a complexidade do pensamento humano, assim seguiríamos em paz, cada um em seu próprio caminho.  Lutar por uma causa, ter um ideal é o que enobrece o caráter de qualquer pessoa, mas numa verdadeira luta ideológica, não há lugar para ofensas e ressentimentos.
 

Esteja você em que grupo estiver não subestime os outros, não os desconsidere ou ofenda. Não faça da sua luta uma guerra antiquada e infecunda. Seja leal aos seus valores e siga agindo da forma que você considera correta e jamais esqueça que é sábio discutir ideias, mas nunca pessoas.

Envie seu comentário