Aracaju, 21 de Junho de 2018

Coluna

Post 135e91c45cdeb016

A Gente se Entende

Por Suely Buriasco

Treinamentos em resolução de conflitos e coaching para equipes, familiares e pessoais.
Aprenda a administrar conflitos e fortaleça suas relações!

 

Suely Buriasco é  consultora em Mediação Corporativa, Mediação de Conflitos e Coach, atuando nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Educadora graduada em Estudos Sociais e pós-graduada em Docência Superior e Mediação de Conflitos e MBA em Gestão Estratégica de Pessoas.  É articulista de jornais e sites, sempre abordando temas que incentivam o autoconhecimento e a busca pelo equilíbrio, harmonia e sabedoria. Possui dois livros publicados pela "Novo Século"Editora": Uma Fênix em Praga e Mediando Conflitos no relacionamento a dois.



Agende sua consulta através do telefone 11 3254-7420 ramal 143
WhatsApp 11- 993514566
www.sburiasco.com.br

24/09/2014
A poderosa atração pela aparência
Article cover big 7bb894698e732125

 

Por Suely Buriasco

 

Foi muito noticiado a experiência da holandesa Zila van den Born que forjou uma viagem com postagens nas redes sociais que incluíram até mesmo fotos e vídeos com montagens.

O objetivo de Zila foi estudar o comportamento das pessoas e "provar o quão fácil é manipular situações nas redes sociais". Durante quarenta e dois dias ela se trancou em casa e se dedicou a trabalhar com muita criatividade nesse projeto. O plano deu certo e rendeu um belo trabalho acadêmico e, ao menos, uma reflexão: o quanto são forjadas as postagens nas redes, desde os sorrisos, como os dizeres?

 

Sendo algo novo, o comportamento das pessoas nas redes sociais é motivo de estudos igualmente novos, como esse. Mas já se considera muito essa questão da identidade virtual, muito diferente da real e que representa um papel significativo nas postagens. A atração pela aparência é veemente, tanto em quem faz postagens desse gênero, como quem as acompanha.

 

Não precisa se aprofundar em pesquisas para perceber que existem pessoas que fazem questão de retratar a "vida boa" que levam. Um culto à exposição que extrapola o normal, dando uma conotação de triste carência e necessidade de atenção. Postagens que claramente exploram a curiosidade alheia, enfocando um mundo mágico, denotam a necessidade de ocultar o real. E o outro lado; pessoas que vivem remexendo as postagens dos que consideram ter uma vida ideal, num misto de inveja e admiração. Também esses preferem manter-se num mundo irreal, representado pela vida do outro. Dois polos de um mesmo sistema doentio de culto à aparência.

 

Importante observar que ninguém tem uma vida perfeita, com sorrisos diários, boa situação financeira sempre e relacionamentos eternamente felizes. A vida de todos nós é composta de altos e baixos, que representam os nossos desafios e nos levam aos acertos e desacertos, necessários ao nosso amadurecimento. É muito triste viver de frivolidades, sem buscar a essência de si mesmo. Penso que ao mesmo tempo em que as redes sociais facilitam a fuga da realidade, também podem servir de alerta sobre a razão de alguns comportamentos, influenciando na retomada da vida real de forma a provocar genuína satisfação.

 

Ser feliz é uma predisposição da alma, uma busca de satisfação íntima que se reflete no exterior, mas que jamais se compõem de fatores externos. A conclusão de Zila que forjar situações ilusórias é muito fácil, leva-nos a concluir que direcionar nossas energias para as reais transformações que desejamos, pode ser mesmo mais difícil, entretanto, é o que realmente importa.

                                                                       www.suelyburiasco.com.br

Envie seu comentário