Aracaju, 16 de Outubro de 2018

Coluna

Post 38709a474f3f1d37

Pensamento, palavra e ação

Por Suely Buriasco

Treinamentos em resolução de conflitos e coaching para equipes, familiares e pessoais.
Aprenda a administrar conflitos e fortaleça suas relações!

 

Suely Buriasco é  consultora em Mediação Corporativa, Mediação de Conflitos e Coach, atuando nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Educadora graduada em Estudos Sociais e pós-graduada em Docência Superior e Mediação de Conflitos e MBA em Gestão Estratégica de Pessoas.  É articulista de jornais e sites, sempre abordando temas que incentivam o autoconhecimento e a busca pelo equilíbrio, harmonia e sabedoria. Possui dois livros publicados pela "Novo Século"Editora": Uma Fênix em Praga e Mediando Conflitos no relacionamento a dois.



Agende sua consulta através do telefone 11 3254-7420 ramal 143
WhatsApp 11- 993514566
www.sburiasco.com.br

06/05/2015
A importância da comunicação eficaz
Article cover big 95cd9fb8fa651628

Por Suely Buriasco

Percebo que na grande maioria dos casos em que sou procurada como 

mediadora o problema em si não é o que determina o conflito, mas sim a 

ineficácia na comunicação entre os envolvidos. O fato é que a maneira como 

se diz algo pode se tornar mais significativo do que o que se diz propriamente. 

Afinal, tão importante quanto o assunto é a maneira de abordá-lo, não só nas 

palavras utilizadas, mas também o jeito, o olhar, a postura de corpo. 

De fato, muitos dos problemas de relacionamentos são produtos diretos de 

maneiras equivocadas de expor ideias e pensamentos. Para viver em 

sociedade é preciso respeitar certas normas de convívio social que incluem a 

comunicação seja ela verbal ou não. Pessoas que não aprenderam a se 

comunicar de forma civilizada, geram barreiras emocionais que dificultam 

sobremaneira os relacionamentos.

Claro que não se pode deixar de dizer o que é preciso ser dito e a 

assertividade é a melhor forma de fazê-lo. No entanto, há que se distinguir 

assertividade de aspereza ou rispidez. Ser assertivo é asseverar as próprias 

ideias com firmeza e convicção, mas sem provocar ofensas no interlocutor. A 

pessoa assertiva age com segurança, de forma direta e objetiva, sem sentir 

qualquer constrangimento. Pessoas assim são autênticas, mas nunca mal 

educadas.

Colocar as palavras sem afrontar o outro é uma forma de respeitá-lo sem se 

afastar das próprias convicções. Por mais convicta que a pessoa possa estar 

sempre é necessário considerar pensamentos contrários. Ao reconhecer o 

direito do outro de pensar e agir diferente, legitimamos o seu lugar e 

harmonizamos as relações.

Desenvolver empatia pelas pessoas com as quais convivemos é ainda uma 

maneira muito interessante de construir e manter bons relacionamentos. Ao 

criar um laço de percepção genuína com o outro passamos a compreendê-lo 

em seu próprio contexto e nos aproximamos dele. Compreender as pessoas de 

nosso convívio é fundamental para expandirmos bons sentimentos e 

edificarmos parcerias saudáveis para a nossa vida.

Nesse sentido é sempre recomendável refletir sobre a maneira como estamos 

nos comunicando com as pessoas que nos rodeiam e um bom termômetro 

disso é analisar como temos nos relacionado com elas.

                                                                  www.suelyburiasco.com.br

Envie seu comentário