Aracaju, 20 de Outubro de 2018

Coluna

Post 38709a474f3f1d37

Pensamento, palavra e ação

Por Suely Buriasco

Treinamentos em resolução de conflitos e coaching para equipes, familiares e pessoais.
Aprenda a administrar conflitos e fortaleça suas relações!

 

Suely Buriasco é  consultora em Mediação Corporativa, Mediação de Conflitos e Coach, atuando nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Educadora graduada em Estudos Sociais e pós-graduada em Docência Superior e Mediação de Conflitos e MBA em Gestão Estratégica de Pessoas.  É articulista de jornais e sites, sempre abordando temas que incentivam o autoconhecimento e a busca pelo equilíbrio, harmonia e sabedoria. Possui dois livros publicados pela "Novo Século"Editora": Uma Fênix em Praga e Mediando Conflitos no relacionamento a dois.



Agende sua consulta através do telefone 11 3254-7420 ramal 143
WhatsApp 11- 993514566
www.sburiasco.com.br

20/08/2015
5 dicas para manter a crise econômica longe de seu casamento
Article cover big 4630aefc484ed3a0

Não é novidade o estrago que os problemas financeiros causam nos casamentos; quando a crise bate as cobranças se avolumam, os ânimos se alteram e a relação se abala, muitas vezes, de forma irreversível. Inclusive trato disso no livro "Mediando Conflitos no relacionamento a dois". Tudo fica ainda mais complicado diante dessa crise econômica que estamos vivendo, com todo esse bombardeio de notícias ruins e expectativas negativas. Difícil não se contaminar, mas não impossível.
 

Se você quer preservar o seu casamento de todo esse tumulto, olho nessas dicas:
 

1- Controle a ansiedade e o estresse
 

Você não vai conseguir guardar seu relacionamento se não cuidar de você primeiro. Reveja suas emoções e se determine a assumir atitudes que proporcionem o seu equilíbrio. Procure ajuda profissional, se for o caso.
 

2- Disponha-se a conversar com seu parceiro(a)
 

O diálogo é fundamental para o entendimento, então lance mão dele e esclareça as suas preocupações. Escute seu cônjuge com atenção e, afetivamente, proponha acordos em relação a forma que juntos lidarão com as dificuldades.
 

3- Poupe seu cônjuge de cobranças
 

Cuidado com as críticas e azedumes no trato com o outro. Enfrentar a crise juntos, além de facilitar as coisas para todo mundo, ainda une o casal, então troque cobranças por acordos. Faça o seu melhor e convoque, amorosamente, o(a) parceiro(a) a fazer o mesmo.
 

4- Estabeleça um plano econômico familiar
 

Tomem decisões conjuntas. Caso vocês tenham filhos, dependendo da idade é interessante que participem também. Estabeleçam as necessidades e as despesas que podem ser revistas. Tenham em mente que é preciso viver de acordo com o que ganham e que cortar qualquer excesso é fundamental.
 

5- Não permita que a crise seja o centro das atenções


Observe se a crise não tem tirado de vocês a alegria de viver bons momentos juntos. Com criatividade e boa vontade é possível se adequar com desprendimento e viver o que há de melhor, sem estourar o orçamento familiar. Se, por exemplo, não dá para ir ao cinema, convide seu amor para curtir um filme em casa, com direito a pipoca e muito carinho.

 

De acordo com a Universidade de Utah, nos Estados Unidos, as brigas no casamento por conta do desperdício, seja do homem ou da mulher, aumentam em 45% as chances de divórcio.
 

O melhor a fazer é dar às dificuldades a importância que elas têm, ou seja, nem subestimá-las nem, tampouco, permitir que elas sejam regentes da vida de vocês. Lembre-se que a crise passa, mas seus efeitos podem ser fatais num casamento.

Envie seu comentário