Aracaju, 12 de Dezembro de 2017

Astrologia

Post 74312d343c829f80

Cibele Lemos  é jornalista e trabalha com a cartomancia há 20 anos em Aracaju. A descoberta e desenvolvimento de sua espiritualidade se deu quando estudante, período em que resolveu se aprofundar no universo da cultura cigana. Os atendimentos são realizados na Magia Cigana e o contato para consultas é pelo número 3042-1934.

06/12/2016
10 fatos sobre as mulheres ciganas
Article cover big a4d4a4c458cc17ff

1. Apesar de secundário, o papel da mulher cigana é importante para a comunidade. Ela é responsável por cuidar da família e seus deveres começam na infância, ajudando a mãe nas tarefas domésticas e cuidando dos irmãos menores.

 

2. Quando crescer, a virtude da mulher cigana vai depender de sua dedicação, fidelidade e virgindade. A moralidade sexual da cultura cigana é muito rigorosa: as jovens só podem sair acompanhadas, não podem falar com estranhos ou se aproximar de alguém que não seja cigano. Outro aspecto importante na vida de uma cigana é gerar filhos, especialmente meninos. Isso permite ampliar seu prestígio e influência na comunidade.

 

3. A matriarca da família é consultada quando uma cigana descobre que está grávida. A gestação e o parto são áreas sobre as quais o patriarca exerce pouca influência. Essa influência, no entanto, volta a ser exercida imediatamente após o nascimento da criança.

 

4. A matriarca define a dieta específica da gestante, para que o bebê nasça forte, inteligente e com boa sorte. Ela pode fazer previsões sobre o sexo da criança, sua força, seus dons espirituais e sugerir sua futura profissão. A matriarca também pode começar a fazer magias e orações em nome da mãe e do bebê ou entregar amuletos de boa sorte.

 

5. Quando o nascimento se aproxima, a matriarca reúne as mulheres da família para confeccionar uma roupa que traga prosperidade para o bebê. Em alguns grupos de ciganos, a roupa é um vestido ou uma túnica. Outros grupos preferem um pano ou um cobertor. Dependendo da tradição, a roupa será enterrada ou fará parte do vestido de noiva.

 

6. Se o bebê for uma menina, a mãe escolherá o nome, se for um menino, o pai será o responsável. Se o menino for o primogênito, receberá o nome do pai.

 

7. A cigana escolhida para se casar deve ser “comprada” pela família. Um dote é pago para garantir que ela será valorizada e que assumirá suas novas responsabilidades. O dote também serve para compensar a família da noiva pela perda da força de trabalho, já que são os homens que contribuem para a renda familiar. Alguns casamentos são acertados entre as famílias e os futuros noivos só se conhecem no dia do casamento.

 

8. Uma semana antes do casamento, a noiva permanece isolada na companhia das mulheres de sua família. Estas devem ensinar o que a nova família espera dela. Os ciganos também costumam fazer uma viagem de fim de semana com essa finalidade.

 

9. A cigana perde o contato com sua família depois do casamento, mas isso não impede que ela seja “retomada” em caso de abuso. O Conselho Cigano concorda com o divórcio sob essa circunstância.

 

10. As ciganas são tradicionalmente proibidas de mostrar as pernas em público e, portanto, devem usar vestidos longos. Se forem casadas, devem usar um lenço na cabeça para indicar que perderam a virgindade e que pertencem a um homem. Além disso, o cabelo comprido é um símbolo de feminilidade. Já o cabelo curto é um sinal de punição e desonra para a família.